Felipe Augusto, da região Centro-Oeste, desejava trazer mais pessoas para o equipamento e decidiu usar seus jogos para isso.

Pode até parecer ousado, mas o objetivo do jovem monitor cultural Felipe Augusto é transformar uma sala, na Biblioteca Álvaro Guerra, em uma ludoteca, ou seja, um espaço destinado para jogos de tabuleiro. O jovem da região Centro-Oeste desenvolve esse projeto semanalmente e o intuito vai além de ensinar as pessoas a jogarem, mas também criar um ambiente em que elas possam se divertir, ampliando o interesse do público, para que possam aproveitar tudo que o espaço têm a oferecer. Desde a sua primeira participação no Programa em 2017, Felipe alimentava esse plano, mas sua atuação se deu em um dos departamentos da SMC o que adiou temporariamente sua ideia.

O jovem monitor Felipe Augusto é apaixonado pela cultura de jogos de tabuleiro

Hoje, o projeto começa a sair do papel e já está ganhando vida. Felipe começou a organizar todas as terças-feiras, das 10h às 15h, encontros com o público da biblioteca, em que leva seus próprios jogos e aproveita esse tempo para ensinar quem tiver interesse. Nesses encontros as/os frequentadoras/es também levam seus próprios jogos e isso tem gerado trocas e conexões entre pessoas que frequentavam a biblioteca e não se conheciam.

Os jogos de Felipe Augusto são os protagonistas de seu projeto

Uma das etapas do projeto que está engajando o público é a introdução, de terça a sexta, do ensino de xadrez e damas com dois tabuleiros que já existiam lá. 

A ideia do Felipe foi impulsionada pela gestora, Maria Angélica, que pediu aos jovens que atuam na biblioteca que criassem um projeto para ampliar o uso do equipamento pela população. E desde a implantação das atividades é possível notar um aumento nessa circulação. Felipe ressalta que “Ela poderia ser um novo marco nessa cultura de jogos de tabuleiro”.

O jovem, além de atuar no Programa, trabalha na empresa de monitoria de jogos de tabuleiro “A Tenda de Jogos” há quatro anos e foi lá que explorou ainda mais seu gosto por esse tipo de entretenimento, inclusive aumentando seus conhecimentos. Foi dessa forma que ele percebeu o potencial que os jogos tinham de atrair pessoas e também de fazer o público que já frequentava a biblioteca interagir ainda mais com o equipamento.

Seus jogos farão parte do Pinheiros Geek Day, organizado pelo jovem monitor cultural Augusto, no dia 25 de janeiro, que vai ser centrado em volta da Cultura de Animes e Geek. A programação vai ocorrer na Biblioteca Álvaro Guerra mesmo e Felipe acredita que, nesse momento, a divulgação será ainda mais eficaz, pois estão aguardando uma circulação maior de público e ele terá condições de avaliar o impacto que o projeto da ludoteca pode ter no equipamento. Dependendo de como for o evento, ele planeja expandir para encontros mensais com a ajuda de parceiros. 

(20/02/2020)

Jovem monitor utiliza jogos de tabuleiro para atrair público na Biblioteca Álvaro Guerra