Passando, durante seu tempo no PJMC, por vários departamentos e setores da SMC, Bruna Amano aprendeu muito e nos contou sobre esse seu caminho.

A edição 2020/21 do Programa Jovem Monitor/a Cultural chega em seu encerramento na primeira semana de outubro, e isso significa o fim das jornadas des jovens continuístas e o começo de novos caminhos para eles/as. Conversamos com a JMC Bruna Amano, que ingressou em outubro de 2019 e já passou atuando por vários departamentos da Secretaria Municipal de Cultura, para entender mais da trajetória dela e saber que conselhos e ensinamentos ela oferece para quem vai entrar na próxima edição.

Bruna Amano, jovem monitora cultural continuísta na edição 2020/21

Antes mesmo de entrar no PJMC, Bruna sabia que queria atuar dentro da SMC – queria aprender mais sobre gestão cultural e as partes mais técnicas das organizações de política pública. Entrando direto no planejamento do carnaval de 2020, um evento que movimenta São Paulo inteira, os primeiros momentos foram complicados, sentia que não se encaixava na sua equipe e tinha medo de errar. “Demorou alguns meses, mas chegou janeiro e eu já me sentia muito confortável para fazer perguntas e me comunicar”, contou a jovem, acrescentando: “o que fez com que a experiência se tornasse cada vez mais edificante”.

Conseguindo aprender sobre as relações entre secretarias, departamentos, e realmente atuar com a mão na massa em uma política desse tamanho, Bruna sente que essa é a melhor maneira de entender todas as engrenagens por trás da cultura – dizendo que esse foi um dos maiores momentos de sua passagem pelo PJMC. “Eu sempre falo que uma das coisas que eu mais aprendi durante esse momento foi a organização”, narra: “a habilidade de identificar as necessidades e organizar tudo que precisa ser feito para cumprir tudo que é preciso”.

Depois desse momento, a jovem ficou mais familiarizada com a parte mais burocrática da atuação cultural – começando seu período no Setor de Pagamentos, onde cuidava do processo de remuneração das pessoas que trabalhavam para a SMC. Mesmo não sendo o momento no qual Bruna mais se divertiu durante seu tempo no programa, ela sabe que aprendeu muito com a experiência, afirmando: “Era às vezes repetitivo e burocrático, mas é um setor extremamente necessário, pois estamos atuando com algo muito importante: as pessoas precisam receber pelo trabalho que estão fazendo”.

Em sua atuação no Gabinete da Secretária Adjunta, Bruna Amano teve grandes lições, momentos e também foi esse período que inspirou a criação de seu PIAC (Plano de Intervenção Artístico Cultural) – a pesquisa “Caminhos e Afetos de JM’s”. Sob a supervisão da ex-secretária Ingrid Soares e participando do Núcleos de Culturas Periféricas, a jovem monitora conseguiu conhecer pessoas e organizações de todos os territórios de São Paulo, olhando nos olhos das pessoas, conversando diretamente (através de plataformas online) e sentindo que estava atuando na criação de políticas que iam beneficiar a periferia.

“Além de entender as minhas potências, pude entender as minhas dificuldades, pude compreender que é permitido errar e tudo de errado pode ser compensado”, Bruna contou suas maiores lições no PJMC: “Percebi que tudo é feito melhor em conjunto e que se você quer saber o que acontece em um território, o ideal é falar com alguém que mora lá”. Agradece muito a experiência de atuar no Gabinete, por fazer ela entender que uma equipe é o mais fundamental da política pública, que nada é feito sozinho e que as conquistas e obstáculos são compartilhados.

Falando diretamente aos/às jovens que estarão entrando na próxima edição, Bruna Amano passou algumas dicas, dizendo: “Vá com o coração aberto, disposto a aprender tudo que for ensinado, porque quando sua jornada no PJMC estiver acabando, sua experiência é sobre o que você teve disponibilidade a aprender”. Para finalizar nossa conversa, a jovem afirmou: “Espero que o Programa Jovem Monitor/a Cultural esteja sempre melhorando porque é uma política pública extremamente potente”.

Bruna Amano: jovem continuísta conta sobre sua trajetória nos departamentos da SMC – vem ler sobre!